DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS REÚNEM ESPECIALISTAS BRASILEIROS E INTERNACIONAIS EM SP

No dia 9 de abril, acontece, em São Paulo, o quarto encontro do Fórum Intersetorial para Combate às DCNTs no Brasil (FórumDCNTs). A iniciativa é coliderada pelo Public Health Institute (PHI), uma das maiores e mais tradicionais organizações sem fins lucrativos, na área de saúde pública, dos EUA. No Brasil, a proposta é criar uma rede de competências que estimule a criação de parcerias intersetoriais e apoie a formulação e implementação de soluções sustentáveis, adaptadas às necessidades do país.
Com uma agenda intensa, que inclui grupos de trabalho e a apresentação de cases brasileiros e de várias partes do mundo – o quarto encontro do Fórum DCNTs acontece nesta terça-feira, em São Paulo, com a participação de líderes e autoridades dos setores público, privado, academia e principais organizações não governamentais engajados no combate e na prevenção das DCNTs.
Apesar dos avanços obtidos nas últimas décadas, graças ao arsenal terapêutico, aos sistemas de controle desenvolvidos e às campanhas públicas de conscientização, seis das dez principais causas de morte no mundo continuam relacionadas às DCNTs, de acordo com dados da OMS (1). A cardiopatia isquêmica e o acidente vascular cerebral estão no topo da lista há quinze anos e foram responsáveis por mais de 15 milhões de óbitos em 2016, enquanto o diabetes – que não aparecia em 2000 – ocupa o 7º lugar neste ranking.
No Brasil, as DCNTs respondem por mais de 72% das mortes. O compromisso firmado pelo Brasil na ONU visa reduzir em um terço, até 2030, a mortalidade precoce (pessoas com menos de 70 anos de idade) por DCNTs, incluindo doença cardiovascular, pulmonar crônica, diabetes, câncer e doenças mentais. Durante o quarto encontro, será lançado em primeira mão o Relatório Sombra sobre o Plano de Ação do Ministério da Saúde para Enfrentamento das DCNTs, onde estão avaliados os progressos e desafios nacionais para que o Brasil atinja sua meta.
Considerando que as DCNTs são em grande parte consequência de fatores de risco modificáveis, é essencial não diminuir a vigilância nas principais frentes: assegurar o diagnóstico oportuno e controle das principais morbidades; manter a população informada sobre as causas e comprometida com a prevenção e adoção de hábitos saudáveis; estimular a integração de estratégias e o acompanhamento dos avanços obtidos em toda a cadeia da saúde.
Mark Barone, diretor técnico do Instituto de Saúde Pública do Brasil (PHI-Brasil), resume os fundamentos e a ambição que inspiraram a criação desse Fórum: “compartilhar iniciativas intersetoriais que deram certo, facilitar o diálogo e a colaboração entre os diferentes setores, mas, principalmente, construir um espaço em que se possa somar expertises e construir parcerias que tragam mudanças reais e duradouras para os desafios impostos pelas DCNTs”.

Sobre o PHI:
O PUBLIC HEALTH INSTITUTE (PHI) é uma das principais organizações sem fins lucrativos, na área de saúde pública, nos Estados Unidos. Com mais de 50 anos de existência e atuação em mais de 25 países, desenvolve atividades ligadas à saúde, ao bem-estar e à qualidade de vida.
Entre as prioridades do PHI, estão a pesquisa, a disseminação de conhecimento, o empoderamento de lideranças e a promoção de parcerias que fortaleçam políticas, programas e práticas inovadoras em saúde pública.
Saiba mais em www.phi.org

Sobre o Fórum:
Desde a sua criação em 2017, o FórumDCNTs já realizou três encontros presenciais no Brasil, sempre com a orientação de comitês organizadores e consultivos locais, constituídos por líderes de organizações públicas, privadas e sem fins lucrativos.
Com um público médio de 50 participantes por encontro, o FórumDCNTs tem facilitado o codesenvolvimento de soluções e a contínua interação entre seus membros por meio de plataformas digitais, com cases de sucesso e oportunidades de parcerias e financiamentos, seminários e workshops, além de boletim mensal com atualizações nacionais e globais sobre as DCNTs.

(1) https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5638:10-principais-causas-de-morte-no-mundo&Itemid=0

Serviço:
4º Encontro do Fórum Intersetorial para Combate às DCNTs no Brasil – Doenças Crônicas Não Transmissíveis
www.ForumDCNTs.org @ForumDCNTs #ForumDCNTs

Mais informações:
Lucas Xavier (11) 95789-6575, forumdcnts@gmail.com

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *