Diagnosticar, o Primeiro Passo

DIAGNOSTICAR, O PRIMEIRO PASSO

Diagnosticar é o primeiro passo Community Eye Health via Visualhunt

Enquanto os primeiros sintomas do diabetes tipo 1 costumam surgir de forma repentina e com maior intensidade, os sinais do diabetes tipo 2 são mais difíceis de serem percebidos.
Por isso, fique atento: quanto mais cedo você diagnosticar o diabetes, mais chances vai ter de controlar a sua evolução. E as suas complicações.

Icones_ADJ_2  Importante: Conheça abaixo os principais exames usados para confirmar o diagnóstico do diabetes. Eles devem ser realizados apenas a pedido do seu médico, que fará a análise dos resultados e dar a orientação correta para o seu caso.

Importante vc saber_2     IMPORTANTE VOCÊ SABER

Todos os tipos de diabetes têm sintomas semelhantes, que são consequência do excesso de glicose no sangue. Esse acúmulo acontece porque o organismo não consegue enviar a glicose até as células, para que produzam a energia necessária para executar as suas funções.

Se você apresentar alguns dos sintomas abaixo, procure o seu médico:

  • Fome e sede excessivas;
  • Desejo frequente de urinar;
  • Sensação de cansaço na maior parte do tempo sem razão aparente;
  • Visão embaçada;
  • Perda excessiva de peso apesar da grande ingestão de alimentos.

 

GLICEMIA DE JEJUM

Esse exame tem por objetivo medir os níveis de glicose, principal tipo de açúcar presente no sangue, após jejum de oito horas.

Icones_ADJ_2Importante: A Sociedade Brasileira de Diabetes, em suas diretrizes 2015-2016, estabeleceu os seguintes parâmetros para diagnosticar o diabetes:

• Abaixo de 100 miligramas por decilitro (mg/dL): você não tem diabetes.
• Entre 100 mg/dL e 126 mg/dL: você está na faixa de risco, também conhecida como pré-diabetes.
• Igual ou superior a 126 mg/dL: você tem diabetes.

GLICEMIA PÓS-PRANDIAL

Glicemia Pos Prandial Photo Credit Jules stonesoup via VisualHunt

É a dosagem da glicemia duas horas após as refeições. Nas pessoas com diabetes, os níveis de açúcar sobem rapidamente depois de uma refeição, daí a importância de ficar sempre atento aos níveis de glicemia.


 

Hemoglobina Glicada ou A1C

Mais recente, esse exame tem por objetivo medir a quantidade de hemoglobina que reagiu com a glicose presente no sangue, conhecida como hemoglobina glicada ou A1C. Mais estável, ela permite avaliar o tempo em que o corpo esteve exposto a altos níveis de açúcar no sangue e permitir que o seu médico prescreva a melhor conduta para o seu caso.

De acordo com a Sociedade Brasileira do Diabetes, a presença de hemoglobina glicada maior ou igual a 6,5% confirma o diagnóstico de diabetes.

Teste Oral de Tolerância à Glicose

Também conhecido como curva glicêmica, esse teste mede a capacidade do organismo de processar a glicose duas horas depois de ingerir 75 g de açúcar.

Esse teste é geralmente pedido na suspeita de pré-diabetes ou até mesmo para confirmar o diagnóstico de diabetes tipo 2.

Icones_ADJ_2Importante: Esses exames devem ser realizados apenas por profissionais e a pedido do seu médico, que fará a análise dos resultados obtidos.

 

350x220