Entendendo as vacinas contra Covid-19

Você tem dúvidas sobre as vacinas contra a Covid-19? A farmacêutica e educadora em diabetes da ADJ, Ana Paula Miranda, preparou um texto para nos ajudar a entender melhor. Confira!!!

Nas últimas semanas houve uma ansiedade muito grande por parte de todas as pessoas quando foi anunciada a liberação das vacinas contra o Coronavírus, fato que despertou uma esperança imensa em toda a população.
Mas, quais informações temos sobre elas? Elas são realmente seguras? Todos podem tomar? Após a vacina já posso voltar a minha rotina como antes?
É Importante ressaltar que os estudos das vacinas acontecem há séculos e cada vez mais o processo de produção vem se aperfeiçoando. Diante desse momento de pandemia houve um esforço muito grande e um engajamento para que a vacina fosse de fato elaborada, o que garantiu rapidez na produção.
No intuito de agilizar o início da imunização a ANVISA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprovou o uso emergencial, ou seja, o seu uso terá um início, meio e fim. Para depois aprovar, com todos os resultados ao final do estudo, o uso definitivo. É importante salientar que os estudos estão em fase 3, isto é, mostraram eficácia para controlar a pandemia.
Quais Vacinas temos hoje no Brasil?
Hoje temos disponíveis no Brasil as vacinas CORONAVAC e a de OXFORD/FIOCRUZ, ambas aprovadas para uso emergencial.
A CORONAVAC utiliza o vírus inativado (morto), e para ter uma resposta imunológica mais robusta é necessário a aplicação de mais de uma dose.
A vacina OXFORD/FIOCRUZ é vetorial, utiliza um vetor viral não replicante, ou seja o vírus é geneticamente modificado e em resposta à vacina, o organismo produz a resposta imunológica. A recomendação dos fabricantes é que também seja realizada a aplicação de mais de uma dose.
Elas realmente são seguras?
Neste momento, o foco maior do uso das vacinas é controlar os sintomas e principalmente reduzir internações em hospitais, e neste sentido as duas vacinas apresentaram resultados semelhantes tanto relacionados aos sintomas, quanto aos casos de internações.
A vacina CORONAVAC mostrou uma redução em 50% dos possíveis sintomas apresentados pelos profissionais de saúde, visto que este foi o público alvo da pesquisa realizada pelo Instituto Butantan e a vacina de OXFORD/FIOCRUZ, a redução foi de 62% da população estudada, neste caso não somente os profissionais de saúde.
É importante lembrar que nenhuma vacina no mundo tem o poder esterilizante. O papel das vacinas é preparar o nosso organismo para combater de forma mais eficaz possível, aquele determinado agente, neste caso o Sars-Cov-2, vírus que causa a Covid 19.
A vacina é indicada para todas as pessoas?
Com o intuito de utilizar a vacina de forma emergencial, ela não passou por todas as fases de estudo, não deu tempo de realizar os estudos com toda a população. Foram estudadas pessoas acima de 18 anos, por isso neste momento a vacina não tem indicação para menores de 18 anos e nem para gestantes.
Após a aplicação da vacina, posso retomar a minha vida como antes?
Ainda não foram apresentadas informações que comprovem a imunogenicidade, ou seja, o tempo de imunidade que a pessoa terá com a vacina.
Isto nos faz reforçar aqui a importância de mesmo imunizados, todos precisam continuar com os cuidados de usar máscara, álcool em gel e evitar aglomerações até que se saiba ao certo o tempo de garantia da imunogenicidade, ou mesmos até que a gente tenha alcançado a imunidade de rebanho.
Caso queira esclarecer mais dúvidas agende um horário pelo nosso whatsapp 11 97148-0465 ou escreva para farmaceutica@adj.org.br

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *