Ministro Mandetta admite que Diabetes é Prioridade em Reunião com ADJ Diabetes Brasil

Por Mark Barone

No dia 16 de julho o presidente da ADJ, Gilberto Casanova, a vice-presidente, Andrea Daidone, e o diretor Dr. Mark Barone, estiveram em Brasília para audiência com o Ministro da Saúde, Dr. Luiz Henrique Mandetta, em conjunto com a deputada Carmen Zanotto e a presidente da SBD, Dr. Hermelinda Pedrosa. Em linhas gerais objetivo da reunião foi de propor melhorias e atualizações no acesso ao tratamento do diabetes no SUS.

Já no início da reunião o Ministro admitiu que diabetes é prioridade em sua gestão, por estar muito preocupado com as condições de acompanhamento das pessoas com diabetes no Brasil e a alta prevalência, custos e mortalidade por diabetes, mesmo entre as doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs) mais prevalentes. Planeja, para mudar esse cenário, fazer alterações no financiamento da atenção primária, focando em indicadores de resultados (valor da hemoglobina glicada, casos de retinopatia, nefropatia, entre outras complicações), para auditar os meios. Mencionou ainda a necessidade de se mapear onde estão as pessoas com diabetes no país e a capacitação dos agentes comunitários de saúde para que possam atuar de forma mais resolutiva no acompanhamento de pessoas com DCNTs.

Outros aspectos prioritários mencionados pela ministro foram a adequação das farmácias como check-points para acompanhamento do controle de diabetes e outras DCNTs; programa nacional de exercícios físico, para que o Brasil saia do record como país mais sedentário; e melhoria da alimentação nas escolas, a fim de prevenir obesidade e outras DCNTs e fatores de risco desde a infância.

O Ministro se mostrou muito interessado em contar com a extensa experiência da ADJ e a da SBD como parceiras para a implementação das prioridades, com destaque aos programas de alimentação saudável nas escolas e exercícios físicos. Já solicitou agendamento de reunião da Secretaria da Atenção Básica com a ADJ, para desenvolvimento do plano de educação em diabetes e outras DCNTs para agentes comunitários de saúde e outros profissionais da atenção básica. O Ministro demonstrou interesse, ainda, nas solicitações de ambas as entidades e contribuições, especialmente da SBD, para revisão da RENAME.

A ADJ Diabetes Brasil aproveitou a ocasião para convidar o Ministro para participar do 5º Encontro do Fórum Intersetorial para Combate às DCNTs no Brasil, em outubro de 2019, e, ao saber do engajamento e ótimos resultados das parcerias entre as mais de 50 principais de instituições públicas, privadas e ONGs nessa iniciativa, o ministro pré-confirmou sua participação.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *